Início » Campo, Gênero

Reunião em Ibirapitanga dá continuidade ao Programa de Formação das Lideranças Femininas

22 maio 2011 Comentários desativados em Reunião em Ibirapitanga dá continuidade ao Programa de Formação das Lideranças Femininas

Um reunião na sede do movimento CETA no município de Ibirapitanga, microrregião cacaueira do sul da Bahia, marcou mais uma atividade do Programa de Formação das Lideranças Femininas do CEAS no último dia 2 de maio. Magnólia Braga e Lélia Lima, representantes da ocupação Iacina, Juceline Santana e Raqueline Souza Lopes do assentamento São João; Maria das Neves do assentamento Cruzeiro do Sul e Regina Santos da ocupação Dois Riachões e Catarina Lopes do, CEAS e do Programa de Formação estiveram reunidas para monitorar as atividades do Planejamento da Comissão de Gênero para 2011.

 

Magnólia da comissão de gênero iniciou a reunião com uma leitura de motivacional, em seguida relembrou a pauta da reunião: 1)informes das áreas; 2)concluir o planejamento, 3)avaliar as atividades realizadas de acordo com planejamento inicial; 4)Projetar as atividades programas no planejamento; 5)Informes do CEAS.

 

Em seguida, cada participante socializou informações das atividades desenvolvidas em suas respectivas áreas.

 

São João: (Ju)Celina nos apresentou que aconteceu uma reunião local com a presença da comissão de gênero. Atualmente dez mulheres mantêm a produção dos doces e venda para o PAA e o grupo articulando.

 

Maria destacou que o assentamento Cruzeiro do Sul é uma área que estava afastada do Movimento CETA e que voltou a se integrar recentemente. São 55 famílias na ocupação e cerca de 19 mulheres em fase inicial de organização do grupo. A principal dificuldade apontada por Maria é a mobilização das mulheres e o trabalho de base. Outra questão levantada foram os problemas de saúde dessa área, são muitas pessoas com variadas doenças: diabetes, hipertensão, catarata, etc, diante dessa realidade a comissão de saúde do movimento organizou uma comissão para fazer um levantamento das pessoas doentes, e com esse documento solicitar da Secretaria de Saúde atendimento dos/as pacientes.

 

Ainda em relação à saúde e higiene, Maria informou sobre a poluição do rio que passa pelo assentamento. Também houve uma reunião com o apoio da comissão de gênero, e as mulheres estão aguardando uma oficina de culinária. Para a sustentabilidade do grupo as mulheres estipularam uma mensalidade no valor de R$ 5,00 (cinco reais) para cada uma.

 

Magnólia e Lelia falaram sobre o encontro de comemoração do dia da mulher da ocupação Iacina cujo tema foi “Mulheres na luta por segurança, educação e saúde”. Elas contaram que o encontro contou com a presença de todas as áreas, reunindo cerca de 130 mulheres, além de jovens, crianças e homens. O resultado foi positivo, pois além de conversar sobre os temas: Segurança da Mulher, Conquistas das Mulheres e Saúde da Mulher foi um momento de lazer e diversão juntos com as famílias com direito a banho no rio e churrasco. Para as próximas formações o grupo organizará uma palestra sobre saúde preventiva da mulher, que também acontecerá em Batalha.

 

Sobre Dois Riachões, Regina compartilhou a dificuldade de mobilizar as 34 mulheres da ocupação, dessas participam 14 mulheres que pretendem buscar sustentabilidade dos grupos através da produção das oficinas planejadas para 2011: vagonite, sabão e ponto de cruz, além disso, cada mulher contribui com a mensalidade e conta com uma área de produção de frutas que são vendidas por elas.

 

A partir dessas informações, foram discutidas as questões específicas de cada área região, além de intercambiar experiências, como no caso das mulheres de Dois Riachões, que trocaram informações sobre a produção e venda de doces com as mulheres de São João.

 

Esta página não recebe comentários.