Início » Cidade, Conjuntura, mais recentes

[MSTB] Ameaças de morte contra coordenadores não param luta contra especulação

2 agosto 2010 Comentários desativados em [MSTB] Ameaças de morte contra coordenadores não param luta contra especulação

Dois dos coordenadores do Movimento de Sem Teto da Bahia (MSTB), Miralva Nascimento (conhecida como D. Mira) e Pedro Cardoso, estão sendo ameaçados de morte constantemente pelo telefone. Os coordenadores ameaçados suspeitam que estas ameaças estão diretamente ligadas à luta do MSTB contra indivíduos que querem fazer especulação imobiliária em cima do terreno onde se localiza a ocupação Quilombo de Escada (no bairro suburbano de mesmo nome), contrapondo-se ao projeto de moradia construído em parceria pelo MSTB e pela organizaçãoArquitetos Sem Fronteiras.

O projeto de moradia, conquista de 4 anos de luta dos militantes do MSTB que ocupam o local, prevê a construção de 280 unidades habitacionais para as famílias da ocupação, e foi construído etapa por etapa pelos moradores da ocupação com a assessoria dos Arquitetos Sem Fronteiras. As obras têm início previsto para o começo de junho e terminam em um ano e meio. Assim que os informes da aprovação do projeto chegaram na ocupação e na comunidade de Escada, D. Mira passou a receber ligações telefônicas ameaçando-a de morte. Por isso, o movimento fez ontem (25/05) uma assembleia na ocupação. Além de confirmar a aprovação da ocupação ao projeto habitacional, os moradores reafirmaram que as casas construídas no local serão destinadas a quem já estiver cadastrado e efetivamente morando na ocupação.

Tal afirmação atingiu diretamente os interesses de especuladores imobiliários, grupo que inclui indivíduos já anteriormente expulsos da ocupação por tentar monopolizar o terreno e capitalizar com a venda de barracos, pessoas que não moram na ocupação e pretendiam receber imóveis de qualquer jeito e outros indivíduos que tentam impedir a construção de casas populares no terreno e tomá-lo para si.

De acordo com informações de D. Mira, ameaçada quase diariamente há três meses, um destes indivíduos expulsos aproveitou-se de uma breve ausência sua para retornar à ocupação acompanhado por um “segurança”. Ainda segundo D. Mira, ele estaria neste exato momento tentando mobilizar pessoas – incluindo pessoas de fora da ocupação que tentou fazer entrar no cadastramento local, em desrespeito ao direcionamento dos imóveis para os moradores da ocupação – para fazer outra assembleia e tentar reverter a decisão de ontem.

Pedro Cardoso, que vem sendo ameaçado por telefone desde ontem, informa que estes especuladores estão tentando mobilizar pessoas para barrar o projeto de moradia, contrapondo-se a todo o processo de mobilização e deliberação comunitária que resultou na aprovação do projeto junto à SEDUR. Segundo ele, estas ameaças são comuns nas comunidades onde há interesses de especuladores imobiliários envolvidos, já tendo acontecido em Lobato e Camamu. Outros coordenadores do do MSTB já sofreram ameaças semelhantes.

O MSTB já comunicou a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (SEDUR)sobre a situação, assim como a Secretaria Estadual de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SEJCDH), e busca agendamento de reunião com as duas secretarias para buscar soluções e formas de proteção para os coordenadores ameaçados. Ainda não foi prestada queixa-crime devido à luta dos agentes da Polícia Civil por melhoria salarial, iniciada no dia 19.

Contatos:
Pedro Cardoso:
8808-6718
Miralva Nascimento (D. Mira):
8865-3017

Esta página não recebe comentários.