A Previdência e a Dívida Pública será tema de debate em Salvador

Povo Tupinambá de Olivença reafirma resistência às medidas do governo Bolsonaro
07/02/2019
Semana da Mulher na Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) – De 19 a 21 de março/19
21/03/2019

O TRT – Comércio – receberá na próxima quinta-feira (21/02) às 13h, a palestra “A Previdência e a Dívida Pública”, com as ilustres palestrantes: Maria Lúcia Fatorelli Auditora Fiscal aposentada, Coordenadora Nacional do Movimento pela Auditoria Cidadã da Dívida Pública e Priscila Martins, Professora do IFBA, economista com Mestrado pela UFBA, Integrante do Movimento pela Auditória Cidadã da Dívida – Núcleo Baiano -, e do Comitê pela Anulação das Dívidas Ilegítimas (CADTM).

Acompanhe o calendário de eventos  
A vinda de Fatorelli, sempre tão esperada, fez com que diversas Entidades se mobilizassem para criar mais dois dias de atividades em Salvador:

Dia 21 às 13h30 no TRT do Comércio
Dia 22 às 9h no IFBA
Dia 22 às 18h no Sofá da Casa Ninja
Dia 23 às 8h30 no CEPE do Jd. Armação (clube 2004)
O Debate do dia 21 Será transmitido pela nossa fanpage do facebook, e haverá sorteio de livros relativos ao assunto, para os presentes e que estiverem on line.
Sobre a Auditoria Cidadã Da Dívida Pública 

As atividades da Auditoria Cidadã da Dívida se iniciaram logo após o Plebiscito Popular da Dívida Externa, realizado no Brasil em setembro do ano 2000, em 3.444 municípios do País, organizado por diversas entidades da sociedade civil brasileira, especialmente pela Campanha Jubileu Sul.
Desde o início de seu funcionamento a Auditoria Cidadã da Dívida vem sendo coordenada por Maria Lucia Fattorelli, de forma totalmente voluntária. Conta também com o trabalho voluntário e a colaboração, apoio e participação de grande número de cidadãos e entidades da sociedade civil que vem se integrando ao movimento desde o seu nascedouro em 200 a partir da compreensão de que o sistema fiancista é o grande vilão que está por trás da precarização dos Países principalmente os de “capitalismo periférico” como o Brasil.
Na Bahia o sindjufe tomou a iniciativa de constituir o Núcleo Baiano, que hoje agrega dezenas de outras entidades, movimentos sociais, e voluntários.
O agravamento dos problemas nacionais tem apontado a necessidade premente de se conhecer o “sistema da Dívida” e exigir a auditoria conforme previsto na constituição Federal e nunca cumprido no Brasil.  Aqui, ao contrário, parlamentares seguem buscando mecanismos de se criar ainda mais dívida – como o esquema fraudulento da secularização – tornado o País ainda mais vulnerável.

Para saber mais, compareça às atividades e acesse www.auditoriacidada.org.br
Fonte: SINDJUFE-BA

Please follow and like us:

Os comentários estão encerrados.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
WhatsApp