Jesuítas denunciam a violência da ditadura em Honduras

CEAS celebrou ano jubilar com reflexão, memória e reafirmação da luta
23/12/2017
‘2017 foi sangrento’, aponta balanço da Comissão Pastoral da Terra
15/01/2018

Em Honduras, a repressão contra líderes populares e defensores dos direitos humanos está se tornando tão aguda que estes estão sendo vítimas de exposição pública com falsas acusações, vinculados-os ao crime organizado e ao tráfico de drogas, a fim de deslegitimá-los diante da população.
As acusações foram feitas por grupos ainda desconhecidos, mas que certamente buscam criar uma campanha de ódio e desacreditar essas lideranças e suas atuações contrárias à ditadura imposta por Juan Orlando Hernández.
Na última semana de dezembro de 2017, circulou uma folha com falsos perfis de líderes sociais e defensores dos direitos humanos na região. Além disso, estão sendo pessoalmente ameaçados, assim como a continuidade de projetos como da Rádio Progresso, que tem sido importante instrumento para denunciar e informar sobre a atual crise no país, e toda violência e desmandos da ditadura instalada.

Veja aqui a Denúncia Pública dos Jesuítas dirigida a toda comunidade internacional sobre as ameaças que os defensores da Democracia estão sofrendo em Honduras.

No site da Radio Progreso (veja aqui) você pode obter mais notícias e informações sobre a questão.

Please follow and like us:

Os comentários estão encerrados.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
WhatsApp