População de Encruzilhada-BA se manifesta em defesa das águas e meio ambiente

Camponeses fazem greve de fome contra Reforma da Previdência
07/12/2017
BOLETIM SOBRE O RIO PARDO: Encontro do CIVARP
10/12/2017
Na sexta-feira, 08 de dezembro, aconteceu uma manifestação em Encruzilhada, no sudoeste da Bahia, em que dezenas de agricultores/as e jovens reivindicaram à prefeitura e aos vereadores a apreciação, pela Câmara Municipal, do projeto de lei de iniciativa popular que poderá constituir o Código Ambiental do município. Agricultores/as do município vizinho de Cândido Sales também participaram da mobilização ambiental.

O projeto visa criar mecanismos institucionais para proteger o meio ambiente, contando com políticas apropriadas para recuperação das nascentes dos rios que cortam o município, hoje sem água para abastecer a população. A principal medida do PL é a restrição do plantio de eucalitos, monocultura que já domina boa parte do território local.

O rio Pardo, que abastecia a cidade, está cortado em meio ao período chuvoso iniciado em novembro. Toda sua água não absorvida pelos eucaliptos foi sequestrada pelos irrigantes das grandes plantações de café de Minas e Bahia. Encruzilhada hoje estaria sem água, caso o rio Água Preta, que teve suas nascentes destruídas pela monocultura nos últimos anos, não tivesse voltado a correr com as chuvas deste ano.

De todos os vereadores, que durante o ato estiveram em sessão na sede do Legislativo e repercutiram a mobilização em suas falas, apenas o novato Henrique (PT), que assumiu recentemente devido à vaga de Sérgio Cavalcante, preso pela Polícia Federal por desvio de dinheiro público há duas semanas, veio manifestar apoio aos manifestantes em Praça pública.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
WhatsApp