Camponesas e quilombolas da Bacia do Rio Pardo lançam campanha “Mulheres que ousam lutar”

Apresentamos a Campanha “Mulheres que ousam lutar”, fruto da organização das mulheres das comunidades Água Preta, Cachoeira e Quilombo Lagoa de Melquíades e Amâncio. O objetivo é contribuir para a compreensão e valorização da luta delas e também incentivar a mobilização social, questões fundamentais para a defesa das comunidades e para a melhoria da vida de todas e todos. O primeiro momento da campanha é a divulgação dos cartazes que estarão tanto nas comunidades quanto nas redes sociais digitais.

O que é?

A campanha “Mulheres que ousam lutar…” busca dar visibilidade à luta das mulheres e as suas ações que transformam a realidade local e do nosso país. A ação tem dois focos: mobilizar as comunidades já envolvidas para enfrentar a questão da falta de água; e dialogar com a sociedade de forma mais ampla para fortalecer essa luta e atraindo outras comunidades que passam por problemas semelhantes para construir um projeto na defesa dos bens comuns.

Como surgiu?

A organização das mulheres é resultado do trabalho de formação com três comunidades da região sudoeste da Bahia: Água Preta, Cachoeira e Quilombo Lagoa de Melquíades e Amâncio, que são impactadas pela falta de água provocada pelas monoculturas de café e eucalipto. As mulheres são essenciais no processo de luta e decidiram mostrar como elas, juntas, preservam o rio, produzem alimentos saudáveis, respeitam a natureza, valorizam a sua cultura e o seu território. Mulheres são como água, quando se juntam crescem, fortalecem e transformam.

Como contribuir?

Para contribuir com esta mobilização, qualquer pessoa, organização ou grupo pode compartilhar o material da campanha nas redes sociais.

Please follow and like us:
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
WhatsApp